Nulla vesti eleifend nulla.

IRMANDADE ESPÍRITA DE UMBANDA SÃO JORGE
DIRETOR ESPIRITUAL

Assuntos: Umbanda, preto velho, preto-velho, ogum, caboclo, exu, baiano, Oxalá, macumba, espírito, espiritismo, médium, médiuns, passes, descarrego, vidente, pai de santo, pai Benedito, sete porteira das almas, ogum sete espadas, exu espada, pai João Livino, Ambroise Paré, medicina alternativa, passe magnético, cura pelo passe, cura espiritual, equilíbrio mental, harmonia espiritual, comunicação dos espíritos, mensagens psicografadas, mensagens espirituais, mensagens da espiritualidade, espíritos obsessores, espírito obsessor, obsessão espiritual, perturbação espiritual, encosto de espíritos, Umbanda branca, Umbanda esotérica, Umbanda em Santo André, Umbanda em São Paulo, Umbanda em São Bernardo do Campo, Umbanda em Mauá, Umbanda em São Caetano do Sul, Umbanda em Diadema, Umbanda em Ribeirão Pires, Umbanda em Mogi, Umbanda em Suzano,  escola da Umbanda, escola de Umbanda, Umbanda no município de, Umbanda no estado de, Umbanda no Brasil, Umbanda no ABCD, umbanda ABCD, Umbanda no ABC, Umbanda ABC, Universidade da Umbanda, Umbanda universal, Umbanda na Universidade, história da Umbanda, preto velho na Umbanda, exu na Umbanda, caboclo na Umbanda, médium Umbandista, desenvolvimento mediúnico, médiuns Umbandistas, mensagens, psicografia, pontos cantados na Umbanda, pontos tocados na Umbanda, doutrina espírita, Allan Kardec, Chico Xavier, Umbanda em SA, Umbanda em SP, Umbanda em SBC, Umbanda em SCS, Umbanda in Brazil, Umbanda Brazil, evangelização na Umbanda, ensinamentos umbandistas, contos espirituais, histórias espíritas, verdades espirituais, experiências espirituais, Umbanda São Jorge, Sites de Umbanda, Site de Umbanda, Página de Umbanda, Páginas de Umbanda, Origens da Umbanda, Origem da Umbanda, Centro espírita  em Santo André, Centro espírita em São Paulo, Centro espírita em São Bernardo do Campo, Centro espírita em Mauá, Centro espírita em São Caetano do Sul, Centro espírita em Diadema, Centro espírita em Ribeirão Pires, Centro espírita em Mogi, Centro espírita em Suzano, Centro espírita no Centro de São Paulo, Centro espírita no Ipiranga São Paulo, Centro espírita em Santos, Centro espírita em São Vicente,  escola da Centro espírita, escola de Centro espírita, Centro espírita no município de, Centro espírita no estado de, Centro espírita no Brasil, Centro espírita no ABCD, Centro espírita ABCD, Centro espírita no ABC, Centro espírita ABC, Universidade espírita,  médium kardecista, desenvolvimento mediúnico, médiuns de Centro espírita, Centro espírita em SA, Centro espírita em SP, Centro espírita em SBC, Centro espírita em SCS, Centro espírita in Brazil, Centro espírita Brazil, evangelização no Centro espírita, ensinamentos no Centro espírita.

RUA CARNEIRO LEÃO, 06 - VILA SCARPELLI - SANTO ANDRÉ - SP - BRASIL



Praticamos o sistema de Umbanda Esotérica (Umbanda Branca), sem atabaques, sem qualquer tipo de imagens (orixás), isso por ordem das entidades maiores da casa; Só linhas e pontos necessários a reunião do dia, pois para o Preto Velho chefe, nada melhor do que o sossego e a paz, para melhor meditar. A defesa da casa está a critério do Barão e suas amigas Corais, para qualquer tipo de auxílio.

A Umbanda praticada por nós difere em alguns pontos de certas casas, as quais insistem em manter certos sincretismos com outras religiões. A nossa Umbanda tem os princípios verdadeiros que são orientados pelos Pretos Velhos (entidades maiores da Umbanda) que não devemos sair dos critérios na qual pertencemos (as duas linhas: Indiana e Africana), a qual é comandada pelo nosso Pai Supremo DEUS, sendo Ele o grande arquiteto do universo, não tendo ninguém acima Dele para ir contrário às suas leis, sendo a Umbanda pura regida por estas leis.


Quanto às sete linhas conhecidas por certos pseudo donos da verdade, são apenas ramificações dessas duas linhas.

Os seguidores da Umbanda, precisam com urgência separar o sincretismo da igreja católica, que nada tem a ver com a nossa doutrina.

Nossa Umbanda se utiliza de certos mantras e pontos cantados, que de acordo com suas vibrações nos elevam até Deus e nossos protetores. Nesta casa só utilizamos linhas necessárias para evangelização, desobsessões e curas; mostrando sempre o melhor caminho a seguir. Não estamos preocupados com demandas ou querelas provenientes de outras religiões, como o da igreja católica e da evangélica; ao invés disso, nos preocupamos com atividades assistenciais como: Entrega de alimentos para orfanatos, asilos de velhos, além de doações de cestas básicas e roupas às famílias carentes.

Também através deste informativo, queremos esclarecer que ao contrário do que muitos dizem, que a Umbanda não é espiritismo, estão redondamente enganados, pois já vimos vários relatos e provas de que as entidades da Umbanda tem auxiliado a todos, sem querer saber a qual religião ou poder econômico que cada um pertence.

Estes esclarecimentos sobre a nossa Umbanda, pode não agradar a muitos pseudo Umbandistas que vivem do passado e que não se peocupam com o futuro, mas conforme especificado pelo nosso guardião maior o BARÃO, devemos evoluir sempre, retroceder jamais!



Orlando Vitti (diretor espiritual), deseja a todos:
Paz, Saúde e Prosperidade.


O que é Macumba?


Macumba é uma palavra de origem angolana, do quimbundo ma (o que assusta) + kumba (soar assustadoramente). Por isso, a primeira definição encontrada nos dicionários é de: antigo instrumento musical de percussão, espécie de reco-reco, de origem africana, que dá um som de rapa (rascante). Ignorantes no Brasil, associaram a palavra Macumba aos ritos africanos religiosos, acabando por empregá-la de forma pejorativa, para designar trabalho de magia ou equivalentes.


Quem seria o Macumbeiro?


Macumbeiro é na verdade a pessoa que toca o instrumento musical chamado Macumba. Não tem nada haver com aquele que supostamente realiza trabalhos de magia ou equivalentes. Os termos Macumba e Macumbeiro foram deturpados por racismo e preconceito religioso, sendo relacionados injustamente com trabalhos de magia ou equivalentes.


Quais os níveis de Mediunidade?


Há dois níveis bem definidos de mediunidades: um, ostensivo, explícito e bem caracterizado em que o pensamento dos Espíritos comunicantes - apesar das influências do médium - pode sobrepor-se ao deste, e outro, discreto, velado, a manifestar-se no campo da inspiração em que o pensamento incidente se mescla ao do médium sem sobrelevar-se ao mesmo. Neste contexto, há a mediunidade Consciente, Semiconsciente e Inconsciente.